Exposição mostra obras raras na Biblioteca Universitária da UFSC

Publicado em Notícias no dia 16/03/2018

Exposição mostra obras raras na Biblioteca Universitária da UFSC

Uma exposição na Biblioteca Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), do campus de Florianópolis, mostra as obras raras que fazem parte do acervo da instituição. São cerca de quatro mil, entre brasileiras, incluindo catarinenses, e estrangeiras. A mostra vai até agosto.

A exposição se chama "Raras: por quê?" e traz títulos do acervo conforme critérios selecionados para serem considerados raros, como um autógrafo renomado, uma dedicatória, encadernação de luxo, questões cronológicas, ou número de triagens (se a obra for limitada mil exemplares, por exemplo), conforme explicação da bibliotecária Joana Carla Felício à UFSC .

Outros fatores a serem considerados, ela diz, são formato artesanal, ilustrado ou que tenha marcado história.

O Plano Nacional de Obras Raras (Planor) foi criado 1983 pela Portaria nº 19 da Secretaria da Cultura, do então Ministério da Educação e Cultura. Seguindo esse plano, a BU divide o setor em três coleções, a linha do Planor e outros critérios incorporados pela biblioteca, inserindo a Coleção Especial de Raridades (CER) e a Coleção Especial Raridades Catarinenses (Cerc).

Um exemplo exposto é O Catharinense, primeiro exemplar do periódico publicado em 28 de julho de 1831, em Desterro (Florianópolis). Seu fundador foi Jerônimo Coelho, considerado o Patrono da Imprensa Catarinense, por ter publicado o primeiro jornal do estado.

Outro exemplo é a revista Sul, publicada pelo Grupo Sul, de 1948 a 1957, veículo de disseminação das ideias modernistas em Santa Catarina.

Fonte: G1

Compartilhe:

Botão Voltar